Blog Bugginho Academy

Os comandos básicos do terminal unix que você precisa saber

É, eu sei, nem todo mundo gosta do Linux. Seja porque não roda um determinado software com o qual a pessoa já está acostumada, ou porque tem uma interface diferente da que ela está acostumada, ou até mesmo porque ela acha difícil. Cada pessoa tem um motivo diferente para gostar ou odiar o Linux, mas uma coisa é fato. Você vai ter que usar o Linux em algum momento de sua vida como desenvolvedor de softwares. Não vai dar para fujir para sempre.

Nesse texto eu vou apresentar alguns comandos básicos para que você não fique 100% perdido quando se deparar com o Terminal UNIX, presente em todos os sistemas baseados em UNIX.

Todo LINUX é igual?

Indo pelo pressuposto que você pelo menos já sabe o que é Linux, a primeira coisa que você precisa entender é que existem diferentes distros (Distribuições) do Linux e que algumas são bem diferentes de outras. As distribuições mais populares (Principalmente em servidores) são: Ubuntu, CentOS, Fedora, OpenSUSERed Hat e Debian, mas isso não quer dizer que você não possa encontrar outras distribuições em algum servidor.

Algumas distribuições do Linux também veem por padrão com diferentes interfaces gráficas, como KDE, GNOME, XFCE, UNITY, MATE, etc… Mas não se preocupe muito com isso, porque nos servidor você encontrará o Linux em moto texto 🙂

Comandos básicos

Importante: A maioria dos comandos aqui apresentados funcionam em todas as distribuições Linux, porem alguns deles funcionam apenas em sistemas baseados no Debian/Ubuntu.

Sabendo onde estou: As vezes você precisa saber em qual diretórios você estar para saber a partir daí, quais comandos executar, para saber qual o seu diretório atual, basta digitar pwd, ao  digitar esse comando, uma nova linha será exibida mostrando o diretório atual. Exemplo:

Isso quer dizer que estou dentro de um diretório chamado danilo que por sua vez está dentro de outro chamado home

Listando todas as pastas e arquivos em um determinado diretório: Quando usamos um sistema com interface gráfica, basta passar o olho que veremos diversos ícones representando pastas, atalhos e arquivos, porem quando estamos trabalhando em modo texto, é mais complicado ficar exibindo tudo o tempo todo, porque não dispomos de muito espaço, logo, assim que você entra em um diretório, não é exibido o seu conteúdo, você precisa digitar o comando ls, para que o conteúdo seja exibido.

Entrando em um diretório: É muito comum precisar entrar em um diretório para executar um comando e realizar essa tarefa é algo muito simples basta digitar cd e o nome do diretório. Exemplo: Imagine que você está em /home/danilo e dentro desse diretório tem um diretório chamado java, para entrar nele basta digitar:

Se você quiser voltar para um nível acima desse diretório, ou seja, voltar para o /home/danilo,  basta digitar:

Você pode repetir esse comando quantas vezes quiser e a cada vez que ele for executado você subirá um nível acima do diretório atual

Criando um diretório: Outra tarefa muito comum que realizamos é a criação de diretórios, imagine que você está novamente dentro de /home/danilo,  e precisa criar um diretório chamado projetos. Para isso basta digitar:

Removendo um diretório: Para apagar um diretório, você deve usar o comando rm, se o diretórios não estiver vazio, você terá que passar o paramento -R. Exemplo:

Mudando permissões de arquivos e diretórios: Um outro comando que será muito presente em sua vida é o chmod, com ele é possível alterar as permissões de um determinado arquivo ou diretório, para executa-lo basta digitar chmod seguido da permissão e do nome do arquivo ou diretório, exemplo:

Executando comandos como root: O Linux é um sistema muito seguro e por esse motivo, alguns comandos, aplicativos, arquivos ou diretórios só podem ser acessados por alguns usuários. Em todas as distribuições Linux sempre existirá um Super Usuário, que tem permissão completa para executar o que quiser. Se você precisar executar um comando como Super Usuário, basta digitar sudo antes do comando. Exemplo:

Importante: Você precisa ter a senha do Super Usuário para poder executar o comando sudo

Acesse esse texto para saber mais sobre permissões de arquivos e diretórios no Linux

Compactando e descompactando arquivos e diretórios: Compactar arquivos é algo muito simples. Imagine que você tem um arquivo chamado texto.txt no seu diretório /home/dalino, para compacta-lo basta executar o comando:

E para descompacta-lo, é super simples também:

Limpando a tela: Vai chegar um momento que terá tanto texto em sua tela que você ficará louco, para limpar a tela basta digitar o comando clear.

Conectando com um servidor: O comando ssh é provavelmente um dos que você mais ira utilizar, já que ele permite uma conexão segura entre a sua máquina e a máquina destino (servidor). A sintaxe é muito simples, você precisará informar o usuário e dominio ou ip do servidor

Observação: Em alguns casos o terminal pode exibir uma mensagem relacionada ao RSA key fingerprint. Basta digitar yes e dar Enter

Após a conexão ser estabelecida, uma linha similar a essa será exibida

Isso mostra que você já está conectado no servidor e já pode executar seus comandos também no servidor remoto 🙂

Bem, esse texto nem de longe esgota todas as possibilidades, mas já dá um bom norte de como começar.

É isso, por hoje é só, pessoal!!!

Danilo Inácio

2 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.